22 de jan de 2010

UMA PITADA SOBRE CROMOTERAPIA

Você sabia que usar o amarelo pode melhorar um quadro depressivo? E que o violeta busca a sabedoria espiritual? Entenda melhor sobre os benefícios da cromoterapia.


Saúde, bem-estar e harmonia. Essa é a tríade de coisas positivas que a cromoterapia traz aos seus adeptos. Por meio das cores, essa ciência
altera ou mantém as vibrações do corpo em uma frequência que garante bons resultados. “A cor é fundamental em qualquer sistema de cura. Ela pode ser utilizada em qualquer hora do dia, apenas com o uso de roupas nos tons adequados, para atrair determinado tipo de vibração”, ensina a terapeuta corporal holística Sandra Gruner, da Terapia do Toque (SP).

Para tratar problemasde saúde, uma das formas de aplicar a cromoterapia é com a utilização da água solarizada. Também com a cromoterapia, é feito o alinhamento dos chakras, além de poder ser utilizada na reflexologia. Segundo a cromoterapeuta Regina Ribeiro, do Espaço Aono (SP), as pessoas devem optar pelo tratamento quando sentirem que algo está errado e precisarem de equilíbrio, harmonização e bem-estar nos quatro corpos: físico, emocional, mental e espiritual.

Primeiro existe uma avaliação da energia da pessoa através dos seus chackras. Nessa avaliação, os chackras são medidos com um pêndulo e se estiverem parados serão equilibrados. Um chackra parado significa que um
órgão vai ter a sua energia saturada e com isso, algum desequilíbrio.
Lembrando que cada chackra possui uma cor específica e é ligado a um determinado órgão, podemos então, saber nesse momento, qual é o tratamento específico perante a cromoterapia.

Em cores

A estética já descobriu os poderes da cromoterapia e essa ciência já é empregada em tratamentos de beleza, que auxiliam em problemas como estrias, vitiligo, psoríase, acne e até estresse. “As luzes agem como um complemento a outros tratamentos, como a drenagem linfática e o
manthus, no caso da gordura localizada, e o peeling e a carboxiterapia, no caso das estrias”, explica o cirurgião plástico Luciano Esteves.

Com a promessa desses e mais benefícios, o equipamento Cromosystem usa frequências diferentes de luzes coloridas que são focadas na pele. Cada cor tem diferentes comprimentos de ondas de luz e emite informações
energéticas. À medida que a pele absorve profundamente as luzes através de caminhos energéticos específicos, há um estímulo da comunicação intracelular que auxilia no processo de cura. “Mecanismos fisiológicos que colaboram na redução de medidas ou na produção de colágeno são
ativados por meio do tratamento”, completa.

A cromoterapia estimula o fluxo linfático, equilibrando e desintoxicando os sistemas corporais tanto no rosto como no corpo, sendo eficaz também no tratamento da acne.

Colorido básico

Regina Ribeiro cita as sete cores básicas da cromoterapia e os seus poderes terapêuticos:

Vermelho: É usado na anemia, no sistema circulatório, músculos, tendões etc. No aspecto energético, capta e distribui a energia primária (kundalini) e reativa os demais chackras.

Laranja:
Usado para induzir a pessoa a se sentir disposta. Utilizado também para o tratamento de intestino preso, nódulos, miomas e tumores,
autoconfiança.

Amarelo: Representa festividade, alegria e suaviza a rigidez das pessoas. Pode ser usado em doenças dos ossos e pele.

Verde: Tem propriedades antissépticas. Combate o estresse, pânico, aumenta a autoestima, cura a dor de garganta e todos os tipos de inflamações.

Azul: Cor energizadora do aconchego. Seus benefícios são para as artérias, veias, enxaquecas, tiroides, glândulas em geral, artrose.

Índigo: Induz a anestesia local. É benéfica contra dor de ouvido, miopia, traz relaxamento profundo, entre outros.

Violeta:
Cor do estado de elevação, da espiritualidade e transmutação, além de ser um grande antibiótico.

Por Kelly Nagaoka
Fonte: Revista Zero/ed.10
Foto: Símbolo Imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails