6 de jul de 2010

O MANTRA OM (AUM)


O AUM ( ૐ ) é uma sílaba constituída por três letras: A, U e M, e pronuncia-se OM.
AUM é o símbolo universal do Yoga e do Hinduísmo.
Traçado, é um Yantra (símbolo) Pronunciado é um Mantra.
Representa o verbo divino em forma audível.
Representa o Fogo solar, a Unidade, a Imensidão, o Cosmos, pois contem a essência de todos os sons que podem ser pronunciados, assim como o Passado, o Presente e o Futuro.
É a semente de todos os Mantras e de toda a Consciência.
Nesta sílaba, 'A' representa o Criador, a Criação, o Fogo, a Ação, Brahma; 'U' representa o Conservador, o Sol, a Consciência, Vishnu; 'M' representa o Destruidor, o Vento, a Vontade, Shiva.
Ela reúne os três grandes poderes-divindade do panteão bramânico.
Existem os Saguna Mantra e os Nirguna Mantra.
Os primeiros são os que têm tradução e aludem a uma pessoa, cuja forma pode ser visualizada.
Os segundos podem ter tradução ou não, e são abstratos no seu sentido.
Por exemplo: "AUM Namah Shivaya" é um Saguna Mantra, pois se refere a Shiva, o criador do Yoga.
Já o AUM sozinho é um Nirguna Mantra, pois se refere a ninguém, senão ao Absoluto. AUM não tem tradução alguma, mas devido à grande gama de efeitos sobre o corpo e a mente de quem o vocaliza ou mentaliza, é considerado o "Corpo de Deus".
É o mais poderoso de todos os mantras.
Todos os outros são considerados "aspectos do AUM" e "AUM" é a matriz de todos os demais mantras.
Todas as letras do alfabeto são emanações do som primordial representado pelo supremo mantra AUM. O AUM é a origem e o fim de todo verbo.
Todo o Universo procede de AUM, conserva-se em AUM e nele se dissolve.
AUM é a Criação, a Conservação e a Renovação da Trimurti (trindade) hindu.
Logo, de todos os mantras utilizados para a meditação, o AUM é o que produz melhores resultados.
AUM é o bija mantra do ájña chakra, isto é, o som-semente que desenvolve o centro de força da terceira visão, responsável pela intuição, meditação e pelos fenômenos da telepatia e da clarividência.
Sendo o mantra mais completo e equilibrado, sua vocalização não oferece nenhum perigo nem contra-indicação.
É um mantra altamente positivo que impede sentimentos malévolos e transmuta os pensamentos negativos em seus complementares elevados.
Atua profundamente no sistema nervoso e no glandular.
É estimulante e ao mesmo tempo tranqüilizante pois consiste numa vibração sáttvica (que contém em si, tamas e rajas sublimados).
Quando se escreve o AUM em caracteres sânscritos (deva nagari) ele se torna um símbolo gráfico e é denominado Yantra.
A especialidade que estuda a ciência de traçar e utilizar os símbolos denomina-se Yantra Yoga.
O AUM pode ser traçado de diversas formas.
Cada maneira de traçar encerra determinada classe de efeitos e de características ou tendências filosóficas.
Cada escola adota um traçado típico do OM que tenha a ver com os seus objetivos e passa a constituir símbolo seu, não se devendo usar outro tipo de traçado para que não haja choque de egrégoras."
O termo em Sânscrito ou Mantra AUM, alude a linguagem como emanação ou expressão do Manas, a Mente.
Um Mantra é um instrumento da Mente, do Pensamento.
Na filosofia Hindu, um texto Sagrado, uma oração, um verso, uma palavra ou um simples Som pode ser um Mantra.
Conta a Tradição Hindu que o AUM foi revelado a os Sri (Sábios videntes) que receberam os Vedas em tempos imemoriais, quando estavam em estado arrebatado de meditação, em contato com o "Alto".
Antes do Universo manifesto (mana-rupa: o mundo dos nomes e das formas), se encontra o Eterno Logos, Verbo fundamental de Deus, que contem em sí, em potência, todas as idéias, todos os nomes e todas as formas.
O AUM é considerado o Som mais próximo desta Palavra Divina e origem de todas as demais.
Todo o Universo vibra em AUM.
Seus diversos eventos constituintes são modulações do AUM básico: energia vibrando em várias freqüências.
OM é Nada-Brahman, "o Som do Absoluto".
Por isto sua repetição se torna um veículo para focar a "nossa" consciência com A Consciência Absoluta.

COMO PRONUNCIAR O MANTRA?
Mantras têm o seu poder no som e não no seu significado, devendo ser por isto, ser pronunciados correctamente.
São fórmulas sonoras, que acionam fisiologicamente circuitos cerebrais e mentais da esfera humana, com uma ampla abrangência de aplicações e utilidades.
OM é um vocábulo único, pronunciá-lo regularmente, traz uma infinidade de benefícios, tanto físicos quanto mentais.

Primeiro devemos aprender a emitir o som de OM.
Deitado ou sentado, com os lábios entreabertos, depois de uma inalação profunda, faz-se a exalação freada expulsando o ar, o qual ao sair, faz vibrar as cordas vocais em um “OOOOOO...” prolongado.

O som deve ser o mais grave e uniforme possível.
Se o emitirmos corretamente com a mão sobre o peito, notaremos a vibração que é produzida nesta área.
Da metade em diante da exalação, vai se fechando a boca, expulsando o ar e contraindo os músculos abdominais emitindo um “MMM...” prolongado e nasalado que se sente no crânio.
Apoiando a mão sobre o crânio, também notaremos a vibração que aí se produz.
Colocando as palmas das mãos contra as orelhas, também se ouve mais nitidamente o “OOOOMMMM...”.

EFEITOS DE OM - EFEITOS VIBRATÓRIOS
O “O” faz vibrar toda a estrutura da caixa toráxica.
Esta vibração é transmitida para a massa de ar encerrada nos pulmões, para a delicada membrana dos alvéolos que, ao vibrar, estimula as células pulmonares permitindo um melhor intercâmbio gasoso.
Esta vibração exerce também, um notável efeito sobre as glândulas endócrinas (hipófise, pineal, tiróide, supra-renais, gônadas).

As vibrações do mantra “OM”, chegam aos tecidos mais ocultos e ás células nervosas, intensificando a circulação nestes locais.
Até mesmo o sistema nervoso simpático e o nervo vago recebem a benéfica influência destas vibrações.
A musculatura de todo o aparelho respiratório relaxa e fortifica-se , a respiração desenvolvida aumenta o aporte de oxigénio para todo o corpo.
A vibro- massagem da vocalização de “OM”, atinge os órgãos da caixa toráxica, do abdómen e nervos cranianos.
Como consequência desta vibração, ondas electromagnéticas são produzidas propagando-se por todo o corpo, aumentando o dinamismo e a vontade de viver e finalmente desenvolvendo a capacidade de concentração.

Como deve ser efectuada a respiração:

1- Respiração lenta: A emissão de “OM” torna mais lenta a exalação, o que revitaliza o coração.
2- Respiração regulada: Quando o som é uniforme a respiração torna-se contínua, sem oscilações.
3- Respiração completa: Expulsa todo o ar residual dos pulmões, como consequência a inalação torna-se mais profunda.
4- Controlo e relaxamento: Para que o som seja uniforme, é imprescindível o relaxamento dos músculos respiratórios durante a exalação.

EFEITOS MENTAIS
1. Quase imediata prevalência de ondas do tipo “Alfa” no cérebro, as quais induzem calma, paz e relaxamento das tensões em geral.
2. Ativa a secreção de substâncias como a “serotonina” e “endorfinas”, que incrementam ou estabelecem a sensação de satisfação existencial de forma continuada. Estimula e exercita a actividade equilibrada dos dois hemisférios cerebrais.
3. Notável aumento da capacidade de concentração e memória.
4. Induz à estabilidade emocional.
O OM pode ser emitido de forma audível somente na exalação, podendo ser entoado mentalmente durante a inalação, intensificando a paz mental.
Durante o dia a dia, repetindo com frequencia o mantra OM mentalmente, poderá notar uma grande serenidade e paz mental, elementos estes que são imprescindíveis para a meditação, a felicidade e a saúde.

“Respire OM, coma OM, pense OM, viva OM, seja OM”.
(Swami Sivananda)

Fonte: Blog a Chama Violeta

Um comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails