29 de jul de 2010

JESUS E KRISHNA: SEMELHANÇAS ENTRE SUAS VIDAS E OBRAS

Algumas pessoas sugerem que Yeshua de Nazaré (mais conhecido como Jesus Cristo pela maioria dos Cristãos) e Krishna, a segunda pessoa da trindade Hindu, seriam a mesma pessoa. Mas é evidente que não são. Há muitos indícios de que Jesus nasceu na Palestina durante a última década aC, enquanto Krishna nasceu milênios antes, na Índia.
Outros levantaram a possibilidade de que as histórias do nascimento, ministério, execução e morte de Jesus terem sido copiados ainda que parcialmente da vida de Krishna. Se alguém apagasse dos Evangelhos os eventos da vida de Jesus que parecem ter se originado da história de Krishna, ficaria com uma história de:
- Um rabino-curador muito humano, itinerante, Judeu.
- Um mestre que seguiu grandemente os ensinos de Hillel, um rabino Judeu liberal do século I aC.
- Um Judeu que tinha um relacionamento especial com Deus - um parentesco tão próximo que Jesus se referia a Deus pelo termo familiar "Abba".
Isso se aproxima muito da imagem de Jesus descoberta por vários teólogos liberais, em sua busca do Jesus histórico. No entanto, se os eventos na vida de Yeshua que parecem ter vindo de Krishna fossem eliminados como inválidos, então a maioria das crenças-chave do Cristianismo teria que ser abandonada: seu nascimento de uma virgem, a encarnação, a vida sem pecados, crucificação, descida ao Inferno, ressurreição, ascensão ao paraíso. Os critérios para a salvação, a crença na Trindade e a exatidão da Bíblia, etc. também teriam que ser abandonados.

Sobre Jesus:
Alguns dizem que Yeshua de Nazaré foi uma figura puramente mitológica. Outros acreditam que ele foi uma pessoa real que viveu talvez entre os séculos 2 e 3 aC. Mas existe um consenso quase completo de que Yeshua de Nazaré nasceu na Palestina entre 4 e 7 aC. As crenças sobre sua natureza e papel diferem:
- A maioria dos cristãos acredita que ele é o Filho de Deus, a segunda pessoa na Trindade. Ele gastou um tempo relativamente curto pregando e curando (um ano principalmente na Galiléia, de acordo com os evangelhos sinóticos; três anos principalmente em Judá de acordo com o Evangelho de João). Ele foi executado, ressuscitou e ascendeu ao paraíso. Os Cristãos conservadores acreditam que o destino normal para os seres humanos é a punição eterna no Inferno; apenas uma porcentagem relativamente pequena das pessoas, os que confiam em Jesus como Senhor e Salvador escapará deste destino.
- Os Muçulmanos acreditam que Jesus foi um dos maiores profetas. Ele não foi nem crucificado nem ressuscitou; ele morreu com uma idade avançada. Eles consideram Deus como sendo único e indivisível, e não uma Trindade de personalidades.
- Os Cristãos Judeus (aproximadamente em 30 dC) parecem ter acreditado que Jesus era um reformador Judeu, profeta, e curandeiro nativo.
- No antigo movimento Cristão, os Gnósticos Cristãos acreditavam que Jesus era um ser espiritual, que apenas aparentava ser uma pessoa encarnada.

Sobre Krishna (também chamado de Crishna):
Krishna nasceu, viveu e morreu pelo menos 14 séculos antes de Yeshua. As estimativas da data de seu nascimento variam. Algumas são 1477, 3112, 3600, 5150, e 5771 aC.
Os Hindus acreditam que quando o mal se espalha profundamente sobre a terra, o Ser Supremo vem à terra na forma de um ser humano "para extirpar a imoralidade e estabelecer a virtude, para que a terra fique livre dos pecadores". O Senhor Krishna foi uma de tais encarnações.
"Krishna é a nona(*) e completa encarnação de Vishnu, a Divindade da Trindade Hindu. De todos os avatares de Vishnu ele é o mais popular, e talvez entre todos os deuses Hindus seja o que mais esteja próximo do coração das massas... Krishna era negro e extremamente formoso. A palavra Krishna significa literalmente "negro", e o negro também tem conotação de mistério... Quer ele tenha sido um ser humano ou um Deus encarnado, não há dúvida no fato de que ele tem ocupado o coração de milhões por mais de três milênios. Nas palavras de Swami Harshananda, "Se uma pessoa pode ter um impacto tão profundo na raça Hindu afetando sua psique e ética em todos os aspectos de sua vida por séculos, ele não é menos que Deus"
Acredita-se que ele tenha morrido aos 125 anos de idade. "Em seus dias finais na terra, ele ensinou sabedoria espiritual a Uddhava, seu amigo e discípulo, e ascendeu à seu lar depois de se liberar de seu corpo, que foi atingido por um caçador chamado Jara."

(*) Parece que o autor errou. A maioria das fontes Hindus lista Krishna como a oitava encarnação de Vishnu; a nona foi Buda.

Jesus e Krishna são a mesma pessoa?
Pelas razões vistas acima, isso é impossível. Mas muitos levantam a possibilidade que que a descrição da vida de Jesus nos Evangelhos foi copiada, ao menos parcialmente, da história da vida de Krishna, e dos mitos de outros homens-deuses. Stephen Van Eck escreveu: "Então temos o épico Hindu, o Bhagavad-Gita, uma história da segunda pessoa da Trindade Hindu, que tomou forma humana como Krishna. Alguns o tem considerado com um modelo para o Cristo, e é difícil argumentar contra isso quando ele diz coisas como:

'Eu sou o início, o meio, e o fim' (BG 10:20 x Apocalipe 1:8)

Seu advento foi proclamado por um homem pio chamado Asita, que poderia morrer feliz sabendo de sua chegada, uma história com paralelo na de Simeão em Lucas 2:25

A missão de Krishna era trazer o caminho para o "reino de Deus" (BG 2:72), e ele avisou dos 'obstáculos em que se tropeça' durante o caminho (BG 3:34, 1 Cor. 1:23, Rev. 2:14).

A motivação principal dos ensinos de Krishna, revelados a um discípulo favorito, às vezes parecem coincidir com Jesus ou a Bíblia. Compare: 'os sábios não se lamentam nem pelos vivos nem pelos mortos' (BG 2:11) com o sentido do conselho de Jesus para 'deixar que os mortos enterrem seus próprios mortos' (Mateus 8:22).

Quando Krishna diz, 'Eu não invejo nenhum homem, nem sou parcial com ninguém; Eu sou igual para com todos' (BG 9:29) assemelha-se muito à idéia de que Deus não tem preferencias individuais (Romanos 2:11, veja também Mateus 5:45) E aquele que considera igualmente seus amigos e inimigos... me é muito querido' (BG 12:18) é remanescente de 'amar seus inimigos' (Mateus 5:44)

Krishna também disse que 'pelos cálculos humanos, mil anos juntos tem a duração de um dia de Brahma' (BG 8:17), o que é muito semelhane a 2 Pedro 3:8.

O autor Kersey Graves escreveu um livro em 1875 no qual ele lista 346 "analogias notáveis entre Cristo e Chrishna." Abaixo temos uma lista das coincidencias exatas entre as vidas de Yeshua e Krishna

Correspondencias entre os eventos das vidas de Jesus e Krishna:
Seu autor, Kersey Graves (1813-1833), um Quaker de Indiana, comparou as vidas de Yeshua e Krishna. ele encontrou 346 elementos comuns entres os escritos Cristãos e Hindus. Alguns dos eventos selecionados sâo:
- 6 & 45: Tanto Yeshua quando Krishna foram chamados de Deus e de Filho de Deus.
- 7: Ambos foram mandados do céu à terra na forma de um homem
- 8 & 46: Ambos foram chamados de Salvador, e a segunda pessoa da trindade.
- 13, 15, 16 & 23: Suas mães forma virgens santas, e tinham nomes parecidos: Miriam (Maria) e Maia. Seu pai humano adotivo era um carpinteiro.
- 18: Um espírito era seu pai verdadeiro.
- 21: Krishna e Jesus tinham ascendencia real.
- 27 & 28: Ambos foram visitados ao nascer por homens sábios e pastores, guiados por uma estrela
- 30 a 34: Um anjo avisou que o ditador local planejava matar o bebe e assinou um decreto para seu assassínio. Os pais fugiram. Maria e José ficaram em Muturea; os pais de Krishna ficaram em Madura.
- 41 & 42: Yeshua e Krishna se retiraram ao deserto quando adultos, e jejuaram.
- 56: Ambos foram identificados como "a semente da mulher esmagando a cabeça da serpente."
- 58: Jesus foi chamado de "o leão da tribo de Judá." Kishna foi chamado de "o leão da tribo de Saki."
- 60: Ambos declararam: "Eu sou a Ressureição."
- 64: Ambos diziam sobre si mesmos, que tinham existindo antes de seu nascimento na Terra.
- 66: Ambos eram "sem pecado".
- 72: Ambos eram deus-homem: considerados tanto como homens, como divinos.
- 76, 77 & 78: Ambos foram considerados oniscientes, onipotentes, e onipresentes.
- 83, 84 & 85: Ambo fizeram vários milagres, incluindo a cura de doentes. Um dos primeiros milagres executados por ambos foi a cura de um leproso. Cada um curou "todos os tipos de doenças."
- 86 & 87: Ambos expulsaram demonios de possessos, e levantaram mortos.
- 101: Ambos escolherarm discípulos para divulgar seus ensinamentos.
- 109 a 112: Ambos eram humildes, e misericordiosos. Ambos foram criticados por se associarem a pecadores.
- 115: Ambos encontraram uma mulher pagã num poço.
- 121 a 127: Ambos celebraram uma última ceita. Ambos perdoaram seus inimigos.
- 128 a 131: Ambos desceram ao Inferno, e depois ressuscitaram. Muitas pessoa testemunharam suas ascenções ao céu.
Graves declara que tanto Krishna quanto Yeshua nasceram em 25 de Dezembro. Aqui ele se engana: a tradição atribui o nascimento de Krishna em Agosto. O festival Janmashtami é celebrado em honra de seu nascimento. O dia do nascimento de Jesus é desconhecido, embora muitos acreditem que ele também tenha nascido em Agosto. O 25 de Dezembro foi escolhido para o Natal por causa de uma festa Pagã Romana antiga, a Saturnália. O 25 de Dezembro também era conhecido em tempos antigos como o dia de nascimento de vários homens divinos como Attis e Mithra.
Além destes, há outros pontos de semelhança entre Krishna e Yeshua:

- "O objetivo do nascimento de Krishna foi trazer a vitória do bem sobre o mal."
- Krishna "veio à terra para limpar os pecados dos seres humanos."
- "Krishna nasceu quando seu pai Nanda estava na cidade para pagar os impostos para o rei."
- Yeshua nasceu enquanto seu pai, José, estava na cidade para o censo que houve para "que todo mundo pudesse pagar impostos."
- Jesus é lembrado por ter dito: "seu voce tiver a fé do tamanho de uma semente de mostarda você dirá para a montanha se eleva e lançar-se ao oceano". Krishna é lembrado por ter erguido uma pequena montanha.

Krishna e Yeshua foram crucificados e posteriormente subiram ao paraíso?
Além dos pontos de semelhança acima entre Yeshua e Krishna, pode ter existido mais uma similaridade: ambos podem ter sido crucificados.
Em seu livro, Graves declara que tanto Yeshua quanto Krishna foram crucificandos entre dois ladrões, com a idade aproximada de 30 a 36 anos por "mãos perversas." Contudo, isso pode ter sido apenas um desejo do autor. A "descrição ortodoxa comum da morte de Krishna relata que ele foi atingido no pé por uma flecha, debaixo de uma árvore." Mas o autor Jacolliot, referindo-se ao "Bhagavad-Gita e as tradições Brahmanes", diz que o corpo de Krishna "foi suspenso nos galhos de uma árvore por seu assassino, para que ele se tornasse presa dos abutres... (Posteriormente) a forma mortal do Redentor desapareceu - sem dúvida ele retornou às moradias celestiais..."
A Religion de l'Antiquité de M. Guigniaut relata: "A morte de Crishna é contada de modo muito diferente. Uma tradição notável e convincente diz que ele faleceu numa árvore, na qual ele tinha sido fixado ao ser atingido por uma flecha."
Há outras referencias à Krishna sendo crucificado, e sendo exibido com furos em suas mãos, pés e partes laterais do corpo.
Nas Escrituras Cristãs (Novo Testamento) a crucifixação de Yeshua numa cruz ou estaca é frequentemente mencionada como tendo sido "pendurado numa árvore:"
Atos 5:30: "O Deus de nossos pais elevou Jesus... pendurando-o numa árvore."
Atos 10:39: "... suspendendo-o numa árvore."
Atos 13:29: "... eles o desceram da árvore..."
Gálatas 3:13: "Cristo nos redimiu da maldição da lei, tendo se tornado uma maldição por nós; pois está escrito, maldito é qualquer um suspenso numa árvore."
1 Pedro 2:24: "...levando ele mesmo os nossos pecados em seu corpo sobre á árvore ... "
 
Correspondencias entre as crenças do Hinduísmo e do Cristianismo:
- Uma recompensa futura no paraíso ou punição no inferno.
- O Hinduísmo e o Catolicismo compartilham o conceito do Purgatório.
- Um dia de julgamento.
- Uma ressurreição geral.
- A necessidade do arrependimento pelos pecados.
- A salvação requer a fé no Salvador.
- Uma crença em anjos e espíritos maus.
- Uma crença que doenças e enfermidades são causadas por maus espíritos.
- Uma guerra no passado entre maus e bons anjos no paraíso.
- Livre-arbítrio.
- Deus é considerado como a "Palavra de Logos."
- Seus textos religiosos falam de "cegos guiando cegos", "um novo céu e uma nova terra", "água viva", "todas as escrituras são dadas por inspiração de Deus", "todas escrituras servem para a doutrina", "morrer é o maior ganho", etc.
- As duas religiões discutem o jejum, e o renascimento.

Pontos de semelhança entre o Hinduísmo e o Cristianismo:
Símbolos: O tridente - tradicionalmente empunhado pela Divindade Hindu Shiva, assemelha-se muito à cruz Cristã. Acrescentando um chifre em ambas extremidades da barra horizontal de uma cruz, ela se transforma num tridente com três pontas. Isso foi realmente feito numa cruz Cristã erguida numa comunidade Batista de 1200 pessoas em Ranalia, na Índia. Por décadas, os Batistas lavaram o símbolo de uma cruz numa grande pedra numa colina da cidade. Em 1999, alguém acrescentou dois chifres, transformado a cruz num tridente. Quando a fumaça abaixou (literalmente) mais de 150 cabanas de taipa dos Cristãos tinham sido destruídas. Alguns culparam o Partido nacionalista Hindu Bharatiya Janata. Contudo, isso foi negado pelo chefe local do partido. Este foi um evento muito incomum, pois os Hindus da Índia são conhecidos pelo seu nível incomumente alto de tolerancia religiosa. Muitos Hindus acreditam que todas as religiões podem levar seus seguidores a Deus. 15

O papel da água: A maioria dos Cristãos batisa os membros de sua congregação, crianças ou adultos. Às vezes isso se faz pela imersão total em água; outras vezes pela aspersão de água sobre a cabeça da pessoa. Na Igreja Católica Romano, o batismo é o sacramento que limpa as pessoas do pecado original. A imersão na água pelos Hindus também é um ritual importante. "No Hinduísmo a água tem um lugar especial pois acredita-se que ela tem poderes espiritualmente purificadores... Supõe-se que nas águas sagradas as distinções de casta não contam em nada, e todos os pecados se vão... Todo templo tem um reservatório próximo para que os devotos banhem-se antes de entrarem no templo." 16

A reação Cristã à semelhança das vidas de Jesus e Krishna:

Muitos teólogos Cristãos primitivos observaram a extrema semelhança entre o Cristianismo e as religiões Pagãs como o Hinduísmo, Mithraísmo, etc. Eusébio de Cesária (aprox. 283-371) escreveu: "A religião de Jesus Cristo não é nova nem estranha."

S. Agostinho de Hipólito (354-430) escreveu: "Esta, nos dias atuais, é a religião Cristã, que não era desconhecida em tempos anteriores, mas apenas recentemente recebeu este nome."

Alguns líderes Cristãos primitivos atribuiam as semelhanças a um truque de Satã. Eles sentiam que Satã tinha criado diversos salvadores crucificados, nascidos de virgens, antes de Jesus para desacreditar a singularodade do Cristianismo. Outros atribuem as semelhanças a meras coincidencias.

Para muitos Cristãos conservadores, o título deste estudo está na beira de uma blasfemia. Os evangelhos, e o restante da Bíblia, não são livros comuns. Eles são a palavra infalível e inspirada de Deus. Os evangelhos descrevem a vida de Jesus, de sua concepção à ascenção, precisamente como ocorreu por volta de 5 a.C. até aproximadamente 30 d.C. Certamente existiam crenças Hindus circulando na Palestina do primeiro século. Contudo, o material dos evangelhos não poderia ter vindo destas fontes. Deus evitaria que Mateus, Marcos, Lucas e João cometessem erros em seus escritos. Não existiria a incorporação de lendas Pagãs da vida de Krishna. Os pontos de semelhança devem ter sido o resultado de outras influencias. Nada nos evangelhos teria vindo dos Hindus nem de outras fontes Pagãs. A questão é ridícula, e nem mesmo merece ser investigada.

Muitos Cristãos liberais sentem que vale a pena estudar o tópico de uma fonte Hindu para os eventos na vida de Jesus. Vários sistemas de crença pagãos, inclusive o Hinduísmo, permearam a região do Mediterraneo no século 1. Existiam vários heróis homens nos panteões de Deuses pagãos dos Egípcios, Gregos, Indianos, Romanos e de outros povos, cujo papel era o de ser salvadores da humanidade - de modo muito semelhante ao de Jesus. Para poder competir com essas religiões, o Cristianismo teve que descrever Jesus em termos que igualassem ou superassem as lendas pagãs. Os autores dos evangelhos podem muito bem ter escolhido temas de outras fontes e acrescentado-os à seus escritos para tornar o Cristianismo mais digno de crédito para um mundo Pagão. Ao isolarmos e removermos este material, podemos ser capazes deter uma visão mais clara do que Jesus ensinou e de como ele viveu.

Fonte: http://members.fortunecity.com/conselheiro/0613.htm

4 comentários:

Jr disse...

Não sabia disso! Acredito que ambos foram (e são) espiritos missionarios com a tarefa de alavancar a Evolução em nosso planeta!

:)

Otima postagem!

Luz e Paz
http://websitenovaera.blogspot.com/
http://twitter.com/junior_gothic

CASA ESPIRITA JOÃO EVANGELISTA disse...

AMIGOS PARABENS PELO LINDO ESPAÇO DO BEM, NESTES TEMPOS DE TRANSIÇÃO O BEM DEVE SER A META, RELIGIÃO É O CAMINHO PARA SE CHEGAR A CRISTO, NÃO IMPORTANDO QUAL ELA SEJA.

PARABENS, LINDO LINDO MESMO.

VISITE NOSSO CANTINHO DO BEM.

WWW.CASAESPIRITADRP.BLOGSPOT.COM

FIQUE COM DEUS.

Daniela Marchi disse...

Que maravilha de post. Adorei mesmo!

Raquel Matholo disse...

Fantástico! Sempre quis confirmar e pelo pouco que tenho lido e apreendido dos princípios do Hinduísmo, tudo o que aprendi coincide harmoniosamente! Sou católica e praticante da Meditação Transcendental! Sucessos para o blog, pois o objectivo é muito nobre!

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails