7 de jun de 2010

TIPOS DE RESPIRAÇÃO PARA VÁRIAS SITUAÇÕES

Respiração abdominal - Ajuda a dominar a ansiedade
É um recurso perfeito em situações que nos assustam e nos produzem borboletas no estômago: um exame, uma entrevista de trabalho, um primeiro encontro...

Como se faz
Inspire e dirija o ar para a zona do abdómen. Coloque as mãos sobre o ventre para notar como enche ao inspirar.

Expire lentamente, encolhendo o ventre até soltar todo o ar.

Benefícios
Reduz a tensão e as contracções do ventre provocadas por nervos e ansiedade, promovendo um estado de relaxamento. Previne os transtornos gastrointestinais, físicos e psicossomáticos.


Respiração intercostal - Reforça a auto-estima.
Quando estamos tristes ou preocupados, deixamos cair o peito para a frente, o que sobrecarrega as costas, e reduz a vitalidade bem como a capacidade de respirar.

Precisa de encher o peito para fazer valer a sua autoridade ou potenciar a sua auto-estima.

Como se faz
Inspire e conduza o ar para a zona das costelas. Para se orientar, apoie as mãos e sinta como essa zona vai enchendo. Expire até expulsar todo o ar.

Benefícios
Melhora o funcionamento do aparelho respiratório. Activa a circulação.


Respiração pulmonar - Para revitalizar mente e espírito não há melhor.
Quando estiver ao ar livre, esta respiração vai enchê-la de energia. Ajuda-a a corrigir as más posturas das costas bem como a tensão no pescoço e cervicais. Pratique-a enquanto caminha pela praia, campo...

Como se faz
Inspire até encher de ar a parte superior do peito (com a qual respiramos habitualmente). Coloque as mãos sobre os pulmões para perceber o movimento. Expulse o ar completamente, à medida que vai soltando o pescoço e os ombros.

Benefícios
Aumenta a capacidade torácica. Melhora o funcionamento dos sistemas cardíaco e circulatório. Proporciona uma sensação de vitalidade (maior, se praticar ao ar livre).


Respiração completa - Renove mente e espírito através do ar que inspira.
Pratique-a ao início ou final do dia para se sentir descansado.

Para alcançar melhores resultados, damos-lhe uma ajuda extra. Imagine que, com cada inspiração, se enche de luz e ar fresco, e que com cada expiração solta todas as tensões da sua mente e corpo.

Como se faz
São três respirações num só gesto. Inspire e leve o ar para o ventre, depois à zona das costelas e, finalmente, aos pulmões. Aguente uns segundos.

Expulse o ar devagar, por ordem inversa. Aguente uns segundos sem respirar depois de expirar.

Benefícios
Revitaliza mente e corpo e desfaz bloqueios. Acalma o sistema nervoso, equilibrando emoções. Melhora a capacidade de atenção e a função cerebral.


Respiração dinâmica - Ajuda-o a combater o stress.
É indicada para os momentos em que se sente esgotada pelo stress e precisa de recuperar energia.

Também é útil em caso de problemas em casa ou no trabalho: vá dar um passeio e pratique-a. Vai ver como a raiva e a irritação desaparecem.

Como se faz
Coloque-se de pé com os pés afastados e inspire profundamente pelo nariz. Expire pela boca, soltando um sussurro ou um assobio, e deixe cair a parte superior do corpo em direcção ao chão. Recupere a posição inicial enquanto inspira novamente.

Benefícios
Serve para descarregar as tensões produzidas pelo stress. Relaxa a parte superior do corpo. Ajuda a fortalecer os pulmões.


Respiração tranquilizante - Ajuda a combater a insónia.
Indicada para quem tem dificuldade em conciliar o sono. Use-a quando as preocupações a impedem de dormir ou não consegue tirar da cabeça tudo o que tem pendente para fazer.

Como se faz
Inspire pelo nariz, contando lentamente até quatro, seis ou oito (segundo a sua capacidade). Contenha a respiração durante o mesmo número de segundos. Sem se mexer, inspire pela boca durante quatro, seis ou oito segundos.

Benefícios
Esvazia a mente depois de um dia de trabalho muito duro ou muito cansativo. Ajuda a dormir melhor, se a praticar antes de se deitar.



Fonte: Página de Saúde do Portal Sapo.pt
Texto: Joana Martinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails