19 de nov de 2010

GOVERNANDO NOSSA BOCA

Por Rick Warren

Se você é um profissional típico do mundo dos negócios, mantém em média 30 conversações por dia, vai gastar 20% de sua vida falando e vai pronunciar palavras suficientes para encher 66 livros de 800 páginas!

O homem fala em média 20.000 palavras por dia. Uma mulher 30.000 (talvez isso explique porque alguns maridos não têm nada a dizer quando chegam em casa à noite, ocasião em que as esposas estão ansiosas para conversar!). Enquanto o homem já esgotou a sua cota de 20.000 palavras diárias no trabalho, sua esposa pode ter feito o mesmo e ainda ter um estoque de 10.000 palavras para usar!

Somos um mundo de tagarelas. A conversa está em toda a parte: pelo rádio, programas televisivos de entrevistas, telefones celulares...

O problema é que quanto mais a gente fala, maiores são as chances de nossa boca nos colocar em apuros!

Eis aqui algumas sugestões extraídas da Bíblia sobre como governar a boca:

Pense antes de falar! Faça uma pausa e acione a engrenagem da sua mente antes de abrir a boca.
“Pessoas inteligentes pensam antes de falar. O que dizem, então, é muito mais convincente” (Provérbios 16:23).
"Você terá que viver com as conseqüências de tudo quanto disser" (Provérbios 18:20).

Fale sempre a verdade! Com freqüência deixamos de dizer a verdade para evitar conflitos. Não queremos “entornar o caldo”, mas, ao final, isso só torna as coisas ainda piores. A desonestidade destrói relacionamentos.
“Aquele que retém a verdade causa problemas” (Provérbios 10:20).

O verdadeiro amigo usa de honestidade.
“A resposta honesta é sinal de uma amizade verdadeira” (Provérbios 24.26).
“Afinal de contas, as pessoas apreciam mais a franqueza do que a bajulação” (Provérbios 28.23).

Fale a verdade com amor! Este é o filtro para o segundo item citado acima. Jamais empunhe a verdade como bastão para nocautear outra pessoa.

“Palavras descuidadas podem ferir tão profundamente quanto uma espada, mas palavras ditas com sabedoria podem promover cura” (Provérbios 12.18).
“Uma palavra de encorajamento opera maravilhas" (Provérbios12.25).

Fale para curar, não para ferir. Usando palavras descuidadas geralmente podemos causar danos mais duradouros do que a injúria física.
Por isso, devemos ter cuidado com o uso que fazemos das palavras, a fim de que elas produzam resultados positivos, benéficos.
“Não permitam que nenhuma palavra prejudicial escape de sua boca, mas somente aquelas que sirvam para ajudar no progresso do outro, de acordo com suas necessidades, e possam beneficiar aos que as ouvem" (Efésios 4.29).

Finalmente, peça que Deus o ajude a governar sua boca. Amo a tradução da Bíblia Viva do Salmo 141:3:
“Ó, Senhor, ajuda-me a tomar cuidado com o que falo!”

Em outras palavras: “Ajuda-me a manter a minha boca fechada!”


Questões Para Reflexão ou Discussão


1. Você é tagarela ou uma pessoa calada? Que você achou das estatísticas mencionadas acerca do número de palavras proferidas?

2. Você já feriu outra pessoa com algo que disse? Alguém já disse algo que causasse dano a você?

3. Das sugestões apresentadas qual lhe parece mais importante?

4. Você acha que tem algo que você poderia fazer visando ser mais cuidadoso com as coisas que diz para outras pessoas e a forma como o faz?

Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos:

Provérbios 10:19 a 32; 15:1 e 2 e 4 e 23; 18:7 e 8 e 21; 25:15; Tiago 3:3 a 12.

Contribuição: Levi Carvalho


Muita paz, muita luz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails