17 de mar de 2011

RESGATES COLETIVOS: A MISSÃO

"A terra é preciosa, e feri-la é desprezar o seu Criador. Contaminem suas camas, e uma noite serão sufocados pelos próprios dejetos."
(Cacique Seattle)

 
Antes de mais nada, gostaria que as pessoas encarassem o texto apenas como uma fonte de estudo (apocalíptico ou até mesmo mitológico, como quiserem) e não como um alerta, algo pra influir em suas vidas. Não quero meter medo em ninguém, todos sabem que estamos maltratando nosso planeta e só estamos colhendo o que plantamos. E não adianta ficar alertando pro "fim dos tempos", estamos todos no mesmo barco, que é nossa mãe Terra, e precisamos sim cuidar de nossas casas (nosso ecossistema, e nosso corpo físico) e do MORADOR dessas casas, educando-nos no sentido de ser um bom pai, um bom filho, um bom companheiro... e um bom morador.

MAS, eu simplesmente adoro esses assuntos, e queria deixar registrado aqui até mesmo pra eu lembrar e, caso aconteça alguma das coisas descritas abaixo, eu possa enfim realmente acreditar.

Bem, tive a oportunidade de participar da reunião do dia 1 de janeiro, onde tradicionalmente o Irmão Bernardo permite um bate-papo (normalmente ele só faz uma palestra e vai embora). Óbvio que o assunto foi o tsunami e o que o futuro nos reserva.

Ele começou dizendo que esse resgate era apenas o primeiro de muitos, que será feito de forma homeopática nos próximos sete anos, acontecendo em diversos países como eventos isolados ainda maiores que o tsunami da Ásia, o que horrorizará ainda mais o planeta. Sete grandes fendas se abrirão na Terra, uma no Brasil (não falou onde), uma na Argentina e outra em Nova York, essa a maior (as outras ele não falou onde seriam). Comentou que algumas pessoas não estão nem aí pra isso porque "no Brasil não tem maremoto, terremoto, furacão ou vulcão, mas terá".

Perguntamos das vítimas do Tsunami, o que elas teriam feito pra receber isso.
- Ele falou que pro planeta Terra somos o equivalente a poeirinha, e que se é preciso "limpar a casa", terá de varrer a poeira. E citou um exemplo: se queremos limpar a nossa casa e evitar doenças, nós matamos os ratos e baratas. Mas eles também são seres vivos, criaturas de Deus. Também não é injusto com eles? Mas eles estão na hora e lugar errados. Então falou que quem não tinha de morrer não morre (e falou do bebê que sobreviveu em cima de um colchão). Mencionou especialmente a raça chinesa, muito antiga e cujo ciclo reencarnatório é feito em sua maioria entre eles, mas que é muito endurecida espiritualmente, não fazendo muita distinção entre animais ou humanos (seria uma candidata ao próximo resgate)?

- Também mencionou que, se a morte de uma pessoa tem a ver com aviação, ele vai morrer de avião mesmo que nunca tenha saído de casa (ou seja, o avião cai em cima da casa dele). E citou os Mamonas Assassinas, dizendo que até agora eles não "se encontraram". Disse que tem um integrante que está até hoje carregando a cabeça debaixo do braço, procurando pelo primo. Não preciso dizer que nós ficamos horrorizados com essa notícia, e uma de nós perguntou por que a espiritualidade não os ajuda a "se encontrarem". Bernardo falou que isso só compete a eles. A espiritualidade ajudou-os no resgate, levou-os pra dormirem (aqueles procedimentos pós-morte que vemos nos livros espíritas), mas disse que depois que acordam, o rumo que cada espírito tomará vai depender exclusivamente dele.

- Mencionou o eixo da Terra, dizendo que, se for calcular matematicamente, verão que deslocou-se 3 vezes mais que os 6 centímetros que os cientistas italianos disseram.

- Falou da aceleração do tempo que as pessoas vêm sentindo, e da mudança do clima no mundo todo, então eu perguntei "o que está causando isso?". Ele parou um segundo, e saiu-se com essa: "não se espantem se virem uma nova lua ou um novo sol no céu". Aí eu joguei verde: "e quando será isso"?. Ele sorriu e disse "pode ser amanhã". Então eu pedi mais detalhes sobre o tal planeta que viria. Perguntei se era o "abominável da desolação" falado por Jesus ou o cometa das quadras de Nostradamus. Então ele parou, se "desligou" e voltou com a resposta: "é o mesmo que Nostradamus falava". Falou que ele "roçaria" com a Terra. Será um evento que alinhará de vez o eixo da Terra, e que somente com o alinhamento (que alterará de vez o clima) é que o Brasil se tornará o celeiro do mundo. Fico pensando se esse deslocamento foi realmente resultante do terremoto ou se o terremoto foi resultante de um começo de deslocamento...

- Com a mudança, o sertão nordestino ficará com clima tropical (e mencionou os profetas nordestinos que já previam a mudança, como Antônio Conselheiro, que dizia "O sertão vai virar mar, e o mar vai virar sertão") e nos falou que os que mais sofrem nas secas foram - em outras vidas - aqueles que estão nas escrituras, os que aravam as terras dos inimigos com sal para destruí-los de vez. Por isso a lição (o "karma") do nordestino é ter de tirar seu sustento de uma terra seca e inóspita, pra aprender a dar valor ao pouco que tem. Mas, como o karma não é para todos, é fácil ver, alguns quilômetros adiante, verdadeiros oásis, como a cidade de Bonito, que até cachoeiras tem.

- Falou en passant do "mal que sai da boca dos homens", parafraseando Jesus. Isso porque, quando você insulta alguém, magoa ou agride com suas palavras, a pessoa que recebe isso vai criar automaticamente uma barreira, uma defesa psíquica do tipo "isso é um absurdo!", e a energia que você jogou na pessoa (naturalmente negativa) vai rebater e vai voltar (naturalmente) pro dono, que é o caminho de menor resistência. E isso reflete em todo o corpo, provocando doenças e mal-estar, câncer, essas coisas...

- Deu uma dica pra filha de 4 anos do meu tio, para colocarem ela pra aprender francês, que será uma língua de mais futuro do que o inglês (OK, nós captamos a mensagem... hehehe).

- Da forma como ele falou, parecia que a Terra estaria piorando nos próximos anos, daí perguntamos se o planeta ficaria sendo de regeneração ou não? A resposta foi meio dúbia e não muito animadora: será travada uma espécie de batalha (no plano espiritual, creio). "Os que sobreviverem acabarão pedindo pra ir, também". Não entendi direito, mas o pessoal achou que a coisa aqui ia ficar tão feia que o bordão "os vivos invejarão os mortos" vai fazer sentido.

- Perguntei mais detalhes dos tais extraterrestres que viriam nos ajudar. Afinal, ele falou isso outra vez e não ficou muito claro. Então ele falou "eles já estão entre vocês há algum tempo. Não esperem que venham com antenas na cabeça. Eles estão encarnando como humanos". Falou que, com a evolução do cérebro humano (?) eles poderão se manifestar em todo o seu potencial.

Fonte: Somos Todos Um - Texto de Acid.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails