11 de mar de 2009

DEPOIMENTO PASTOR ORIEL | VIDA EM COMUNIDADE

Caro amigo!
Você já observou como é difícil viver em comunidade? E você sabe porquê? Pelo simples fato de que somos humanos. E o ser humano, de um modo geral é quase sempre egoísta. Muito embora seja um ser gregário, esse sentimento o afeta quando precisa de companhia para satisfazer o seu ego e algumas de suas necessidades. Você já participou de uma reunião de condomínio? Viu como é interessante que num conjunto de moradores são apenas meia dúzia que se preocupam com a comunidade como num todo e quando acontece de haver maior número de participantes, quase sempre haverá discussões.

Nós precisamos saber viver em comunidade. Saber amar, saber perdoar e saber conquistar. E você somente vai conseguir conquistar quando aprender a sorrir. O sorriso é contagiante. Experimente sorrir ao cumprimentar seu vizinho e você vai ver como a resposta será também através de um sorriso. Precisamos usar os sentimentos do bem que existe em cada um de nós.

Em todas as coisas do mundo e em todos os sentimentos, encontram-se presente a esperança, mesmo ela sendo um pouco inexistente em certos corações, ainda há, nem que seja um pouco dela na mente de alguém. Assim vivemos, muitas das vezes com um sorriso aflito, porém, sempre prontos para encarar as coisas da vida com os olhos fixos num objetivo. Cada movimento que fazemos nos incentiva a continuar caminhando, às vezes querendo desistir, mas nunca perdendo a força de lutar, pois quem vence algo, nem sempre é um vencedor, entretanto, quem perde um dia e encara a derrota como um incentivo, é um guerreiro merecedor de glória.

Tenho em minhas mãos duas caixas que Deus me deu para guardar. Ele disse: - Coloque todas as suas tristezas na preta e todas as suas alegrias na dourada. Eu atendi Suas Palavras e nas duas caixas tanto minhas alegrias quanto minhas tristezas guardei. Mas, embora a dourada ficasse cada dia mais pesada, a preta era tão leve quanto antes. Curioso, abri a caixa preta, e vi na base da caixa, um buraco pelo qual minhas tristezas saíam. Mostrei o buraco a Deus, e pensei alto: Gostaria de saber onde minhas tristezas podem estar! Ele sorriu gentilmente para mim e disse_me: - Meu filho, elas estão aqui comigo. Perguntei: - Deus, por que me destes as caixas, sendo a dourada perfeita e a preta com o buraco no fundo? - Meu filho, a dourada é para você contar suas bênçãos, a preta é para deixar ir embora suas tristezas.

Devemos considerar nossos amigos uma bênção. Nosso vizinho, nosso condômino, nossa comunidade e também você é uma Benção de Deus.
Deus o abençoe.

Pastor Oriel Campos
Igreja Evangélica Palavra Viva

Fonte: Texto extraído do Amavim (Associação dos Moradores da Vila Monumento)



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails