17 de abr de 2010

O QUE TRANSFORMA O DESTINO

Reverência. Muito obrigado.

Devido ao meu cargo, sou convocado para participar de reuniões da Sede Internacional e tenho a oportunidade de ir ao Japão três vezes por ano.

Como preciso ficar muito tempo dentro do avião, passo o tempo escrevendo no notebook ou lendo um livro. Numa dessas viagens, achei numa livraria do Japão o livro Ikikata (Maneira de Viver), escrito pelo senhor Kazuo Inamori, e comprei-o para ler durante a viagem de volta. O senhor Kazuo Inamori é o atual diretor presidente da companhia aérea Japan Airlines (JAL).

Eu já havia lido alguns livros escritos por esse autor, mas na página 53 do livro Ikikata, com o título “Grande princípio da mente que aprendi com a doença”, ele escreve:

Quando era jovem, fracassava em tudo o que eu fazia. Ao desejar ir para uma direção, nunca conseguia o objetivo. (...) Dentro dessa vida de repetidos fracassos, fui aprendendo aos poucos que tudo foi causado pela minha mente. A minha primeira experiência de frustração foi o fracasso no exame de admissão ao ginásio. Logo depois desse fracasso, fiquei com tuberculose. Na época, a tuberculose era tida como doença incurável, e minha família era da linhagem de tuberculosos, pois meus dois
tios e uma tia haviam falecido com a tuberculose.

“Daqui a pouco, vou ter de morrer, com hemoptise” – eu, que era ainda muito jovem, não sabia lidar com a situação e fiquei prostrado. Eu não sabia o que fazer com a continuidade do estado febril, vivia atormentado com sentimento fugaz e não havia outro meio a não ser ficar acamado.

Nessa época, uma vizinha, compadecida com a minha situação, emprestou-me o livro A Verdade da Vida, de autoria do professor Masaharu

Taniguchi, fundador da Seicho-No-Ie, para que eu lesse o livro. Para uma criança prestes a ingressar no curso ginasial, o conteúdo do livro era um pouco difícil, mas queria agarrar a algo e empenhei-me na leitura, apesar da dificuldade em compreendê-la. Descobri no livro o parágrafo em que dizia que “dentro da nossa mente há um ímã que atrai desgraça. Se você está doente, é porque possui uma mente frágil que atraiu essa doença. Fiquei estarrecido diante dessas palavras. O professor Taniguchi usou a expressão “aspecto mental” e pregava que tudo que deparamos em nossa vida é atraído pela mente. Mesmo a doença não é exceção. Na realidade, tudo é projeção do “aspecto mental”.

Dessa maneira, o senhor Kazuo Inamori escreve que foi conduzido à Verdade da Seicho-No-Ie. Felizmente, nós temos a oportunidade de ler numerosos livros escritos pelo sagrado mestre Masaharu Taniguchi, pelo sagrado professor Seicho Taniguchi e pelo atual Supremo Presidente da Seicho- No-Ie, prof. Masanobu Taniguchi. Leiamos mais os livros sagrados, estudemos mais a Verdade e divulguemos o Ensinamento a muitas pessoas.

Nova reverência.

Presidente Doutrinário para América Latina

Professor Yoshio Mukai

Fonte: http://sni.tempsite.ws/presidentes_yoshio_mukai.asp



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails